Aqui eu planto minhas magoas esperando que floresça a esperança para um dia eu possa colher meus sonhos... Vanessa Laranjeira

24 de jul de 2012

TURISTA


Entrei na papelaria da vida
Comprei o mapa da felicidade
E paguei com moedas de esperanças.

Andei pelas ruas do destino
Passei na avenida da paixão
E me sentei na praça da desilusão

Caminhei no museu do amor
Olhei os quadro da saudade
E encontrei esculturas de dor

Ao procurar um novo caminho
Descobri algo engraçado
O mapa que me guiava
Estava do lado errado.

Vanessa Laranjeira

8 de jul de 2012

FORTE COMO CRISTAL


Se você acha que sou forte como rocha
Lembre-se que a água me molda
Se você pensa que sou firme como porcelana
Lembre-se que um dia eu fui lama

Quando você chegar perto lembre-se
Que sou frágil como cristal
Então muito cuidado com suas mãos de metal
Pois elas podem me fazer muito mal

Também não pense que sou frágil como papelão
Porque eu tenho um só coração
E me defendo com toda razão

Então não pense nada sobre mim
Apenas saiba que eu posso ser tudo
Aquilo que você nunca se quer imaginou

Vanessa Laranjeira